SÍNDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL (SII)

A Síndrome do Intestino Irritável é uma doença comum do sistema

digestório. Entre as principais manifestações clínicas estão:

- dor abdominal – com alívio total ou parcial após as evacuações,

- sensação de distensão abdominal

- ruídos abdominais

- diarreia ou constipação, ou ambas as situações de forma alternada,

- sensação de evacuação incompleta.

O Diagnóstico é clínico e os exames complementares costumam ser

normais. Exames laboratoriais, de imagem e endoscópicos podem ser

solicitados apenas com o objetivo de descartar outras doenças, uma vez que

os sintomas dos pacientes com SII podem ser confundidos com outras

doenças orgânicas, sendo importante a avaliação e acompanhamento do

médico especialista.

A SII ainda não tem sua fisiopatologia totalmente caracterizada, mas entre

as principais causas estão alterações da motilidade intestinal e

hipersensibilidade visceral, desencadeadas por alterações da microbiota

intestinal, estresse emocional e intolerância alimentar.

A sensibilidade a um alimento ou outro é individual e muito variável.

Dependendo do caso, a dieta de exclusão pode ser indicada conforme os

sintomas apresentados frente a alimentos suspeitos. Entre os alimentos mais

implicados estão:

- Leite e derivados,

- Condimentos e especiarias,

- Frutas cítricas – laranja, abacaxi, maracujá,

- Alimentos gordurosos,

- Refrigerantes,

- Bebidas alcoólicas,

- Alimentos com glúten – pão, macarrão, bolos, biscoitos,

- Alimentos ricos em açucares e doces.

Uma estratégia terapêutica bastante eficaz é a implementação da DIETA

com baixo teor de FODMAPs, porém consiste em um abordagem bastante

restritiva e necessita de um acompanhamento nutricional rigoroso a fim de

evitar deficiências nutricionais. FODMAPs (Fermentable Oligosaccharides,

Disaccharides, Monosaccharides and Polyols) é uma sigla derivada da língua

inglesa, e consiste em carboidratos de cadeia curta que são pouco absorvidos

no intestino delgado e sofrem fermentação no cólon, podendo causar

sintomas em indivíduos susceptíveis (veja ao final tabela de alimentos com

alto e baixo teor de FODMAPs).

Em alguns pacientes o fator psicossomático parece ter mais influência

sobre os sintomas do que a intolerância alimentar, nestes casos, além da

reeducação alimentar, atividades que aliviam o estresse (atividade física,

psicoterapia, lazer, sono adequado etc) são fundamentais.

Em relação ao tratamento medicamentoso, temos várias opções no

mercado e o mesmo deve ser individualizado conforme a necessidade de

cada paciente. Entre as opções terapêuticas temos os antiespasmódicos -

reguladores da motilidade intestinal (trimebutina, mebeverina, brometo de

otilônio etc), os probióticos e os ansiolíticos.

A SII é uma doença complexa e que pode ter vários fatores implicados.

Entender todo o contexto clínico e social que cerca a vida do paciente é

fundamental para o sucesso terapêutico.


EXEMPLOS DE ALIMENTOS COM ALTO E BAIXO TEOR DE FODMAP


​CATEGORIA

ALTO TEOR DE FODMAP -

EVITAR

​ALTERNATIVAS BAIXO TEOR

FODMAP

Frutas

Maça, peras, manga,

melancia, nectarina,

pêssegos, ameixa, amoras,

caqui, cerejas, damascos,

caju

Frutas secas

Banana, limão, laranja, maracujá, melão do tipo cantalupe, mexerica ou tangerina, mirtilo, morango, uvas, Kiwi, ananás

Vegetais

Aspargos, alcachofras,

cebola, alho, leguminosas,

ervilhas, beterraba, couve,

couve-flor, aipo, milho,

vagem, brócolis

Feijão verde, Abobrinha, Alface, Azeitonas, Batata, Berinjela, Cenoura, Cebolinha, Chili, espinafre, Lentilha, pepino, pimenta, couve chinesa, tomate

Leite e Derivados

Leite animal, queijos,

iogurte, natas, sorvetes.

Bolos, doces, biscoitos,

chocolates e cremes com

leite na receita

Leite de arroz/ leite de

amêndoas;

Manteiga (pouca

quantidade);

Leite e iogurtes Lactose free (testar tolerância)

Proteínas

​Feijão (exceto verde), lentilha

Carnes em geral – frango,

carne vermelha, carneiro,

porco, peixe/ Tofu/ OVOS

Pães e Cereais

Pães contendo trigo e

centeio; cereais a base de

trigo; massas, pizza, bolos a

base de trigo

Pão sem glúten, aveia,

massas sem glúten, arroz,

quinoa, bolacha de arroz, biscoitos sem glúten

Nozes e Sementes

Pistachio, castanha de caju

Amendoas (<10), amendoim, nozes

Outros

Mel, Xarope de milho,

Sorbitol ou manitol, Xilitol

Frutose (produtos

industrializados adocicados

– refrigerantes, sucos,

balas...)

Melado de cana, Xarope de

bordo (maple syrupe)

Açucar

Glicose


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo